sábado, 25 de abril de 2009

SIM?

porque vens a esta hora, se o tempo foi a correr à fonte e partiu uma perna?
ainda para lá anda ao pé coxinho
ficámos aqui todos abandonados sem saber a quantas estamos,
sem saber como fazer o que temos de fazer.

vozes afogadas no fundo do poço
sussurros que se ouvem como gritos

avançar para que amanhã, se o tempo parou?


e se as vozes não calam a dor que se sente?

Sem comentários:

Enviar um comentário